10 Coisas que podes fazer na Polónia – e não podes fazer em nenhuma outra parte do Mundo.

Todas as localizações do mundo têm coisas próprias que as caraterizam. Consegues pensar no Egipto sem pensar nas Pirâmides? Ou na China sem a sua Grande Muralha?

A Polónia é um dos destinos turísticos da Europa mais underrated. Se queres planear a tua próxima viagem, ou, quem sabe, a tua próxima experiência de voluntariado, deixamos-te aqui a lista de 10 coisas que podes fazer na Polónia – e que não podes fazer em mais nenhuma parte do Mundo.

 

1) Visitar as minas de sal de Wieliczka

Imagem 1- Minais de sal de WieliczkaRetirado de: https://goo.gl/mV5eyv

Operaram desde o século XIII até 2007, hoje são património da Humanidade, segundo a UNESCO, e consideradas um dos museus mais incomuns. Em Wieliczka, podes visitar os trajetos subterrâneos anteriormente usados na exploração de sal e os lagos interiores. Podes ainda observar a maravilha natural contrastada com a ação do Homem, através das esculturas naturais constituídas por cristais de sal, cujas sombras dançam com a luz fraca dos candelabros que iluminam as divisões.


 

2) Explorar a natureza do Parque Nacional de Białowieża

Imagem 2 - Bialowieza_National_Park_in_Poland

Retirado de: https://goo.gl/qaKORF

Situado a Noroeste da Polónia, este Parque Natural integra a maior e mais antiga floresta da Europa. As árvores que ali existem têm vindo a crescem nas últimas centenas, algumas até milhares, de anos, e protegem as mais diversas formas de vida, já que se regista pouca atividade humana. Um dos animais que habita esta reserva nacional é o bisonte Europeu.


 

3) Passar pela Capela mais macabra do mundo

Imagem 3 - Kaplica Czaszek

Retirado de: https://goo.gl/vS5zYh

Kaplica Czaszek, em português denominada Capela dos Crânios, ou Igreja de São Bartolomeu, remonta ao Século XVIII. É considerada uma das mais macabras igrejas do Mundo devido ao revestimento das suas paredes e tetos – toda a capela é composta por ossadas de 21 mil pessoas, descobertas em valas comuns um pouco por toda a Polónia.


4) Viver na casa mais estreita do mundo

Imagem 4 - Keret HouseRetirado de: https://goo.gl/Hn7ndy

Se sofres de claustrofobia, então a casa Keret não será o sítio ao qual serás capaz de chamar uma casa habitável. Com apenas 90 cm a 1,5 m de largura, esta é considerada a casa mais estreita do mundo e resulta de uma colaboração arquitetónica com o objetivo de sensibilizar a comunidade para a falta de espaço residencial e para a forma como as minorias étnicas viveram nos seus esconderijos durante a Segunda Guerra Mundial.


5) Experienciar o Sahara Polaco

Imagem 5 - Dunas de areia no Parque Nacional de SłowińskiRetirado de: https://goo.gl/b8rfuU

No Norte da Polónia existe um local remoto – o Parque Nacional de Słowiński. Neste local, estendem-se quilómetros de dunas de areia de fazer inveja a qualquer Sahara. E aos teus amigos.


6) Conectar-te com os vampiros medievais

Imagem 6 - Museu Subterrâneo de Rynek

Retirado de: https://goo.gl/mRrTTk

Em Cracóvia, podes encontrar um Museu medieval subterrâneo que também expõe os restos (i)mortais dos mais variados tipos de vampiros. Sim, leste bem, vampiros. No Museu Subterrâneo de Rynek, literalmente abaixo da baixa histórica de Cracóvia, no qual são projetados hologramas de vampiros e esqueletos. Na realidade, este é um ponto arqueológico onde se podem ver todos os tipos de objetos quotidianos, ossadas, entre outros, datados da Idade Média.


7) Encontrar o teu Gnomo Interior

Imagem 7 - Gnomos de Wroclaw

Retirado de:https://goo.gl/MN8H3M

Por toda a cidade de Wroclaw é possível encontrar centenas de Gnomos nas mais diversas cenas do quotidiano. Rezam as lendas que estes Gnomos chegaram a Wroclaw para ajudar os seus habitantes contra forças mitológicas endiabradas, e permaneceram na cidade para a proteger. Uns são mais dados ao contacto com humanos e mais fáceis de encontrar enquanto que outros, muito mais introvertidos, podem constituir uma verdadeira caça ao tesouro.


8) Visitar as ruínas do local da 1ª Batalha da 2ª Guerra Mundial

Imagem 8 - Ruínas de Westerplatte

Retirado de: https://goo.gl/bSLP9s

A 1 de Setembro de 1939,  iniciou-se em Westerplatte uma das mais devastadoras e negras guerras que a humanidade já experienciou: a Segunda Guerra Mundial. Para trás, ficaram as ruínas desse fatídico dia.


9) Entrar em contacto com a História dura do Campo de Concentração de Auschwitz-Birkenau e outros Campos de Concentração

Imagem 9 - Auschwitz-Birkenau

Retirado de: https://goo.gl/h2s5h0

E se há períodos da História da Humanidade que são essenciais de relembrar, por muito obscuros que sejam, a Segunda Guerra Mundial é um deles. Durante este tempo, foram vários os países da Europa, como a Noruega, a Alemanha, e os países de leste, que sofreram com a presença dos campos de concentração, prisão e de trabalho da Alemanha Nazi. Mas nenhum outro país da Europa tem registo de tantos campos de trabalho e extermínio como a Polónia. Só o mais famoso e negro, o campo de Auschwitz-Birkenau, vitimou pelo menos mais de um milhão de pessoas.

Curiosidade: a AIESEC nasceu em 1948, pois os seus fundadores acreditavam que a falta de compreensão multicultural e religiosa tinha sido uma das causas da Segunda Guerra Mundial.

Imagem 10 - AIESEC foundation

 


10) Viver uma nova e única experiência

Imagem 11 - AIESEC experience

Retirado de: goo.gl/6PuDlm

Mas vamos ser honestos, a única coisa realmente única  e impactante que podes fazer na Polónia, é conhecer pessoas e construir experiências. Através da AIESEC tens várias oportunidades para conhecer pessoas e construir projectos da Polónia. Ou seja, tens a oportunidade para fazer algo único que não poderias fazer noutra parte do Mundo – porque não há duas pessoas, nem dois projectos iguais. De que estás à espera?

share post to: